Schoenstatt em Saída – A Mãe Peregrina abre portas

6 de julho de 2019

A Campanha da Mãe Peregrina está presente na Copasa há mais de 20 anos

 

O Movimento Apostólico de Schoenstatt visita a Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais), na capital mineira, Belo Horizonte, na tarde de 4 de julho de 2019. A empresa conta com cerca de 1.300 funcionários alocados na sede corporativa e aproximadamente 12.000 colaboradores em todo estado.

 

O objetivo da visita foi levar um pouco de informação sobre Schoenstatt, com foco voltado para a Campanha da Mãe Peregrina, que há 20 anos está presente na Companhia, inicialmente de forma tímida e que o tempo foi vencido com o trabalho, persistência e devoção à Nossa Senhora.

 

Sem qualquer vínculo com o Santuário Tabor da Liberdade, os apaixonados por Maria conduziram a permanência da “Santinha” (como à chamam carinhosamente) até os dias atuais. O grupo conta com quatro imagens que circulam diariamente pelos diversos setores da empresa e, a cada dia um entre os 90 funcionários cadastrados é agraciado com a companhia de Maria.

 

Apresentando Schoenstatt

Diante da proporção e das inúmeras graças relatadas pelo grupo, Irmã Adriane Maria de Andrade Barbosa, fez uma rica explanação sobre o Movimento, autoeducação, liberdades de escolhas, Aliança de Amor, Capital de Graças e as graças do Santuário. Registrou o reconhecimento pelo belíssimo trabalho feito por aquelas pessoas, e lançou os desafios para o futuro.

 

O desejo latente de dar à “Santa” (também outra forma que reconhecem a MTA) um tratamento mais digno, fez com que as graças chegassem abundantemente, pelas mãos maternais de Maria. Nossa Mãezinha cuidou para que não faltasse tempo para que os corações daqueles peregrinos fossem tocados. Muita emoção, rápidos testemunhos e uma sede viva pelo conhecimento sobre o que é Schoenstatt desafiou o próprio Movimento.

 

Próximos passos

E foi assim, na simplicidade, no “botar a cara” sem medo, no desejo de levar Schoenstatt para além dos muros, que o grupo liderado pela Irmã Adriane Maria– João Batista Moreira dos Santos e Aurora Amélia Amaral dos Santos, Márcia Lopes e José Evangelista Giarola Andrade – definiu os próximos passos: escolha dos líderes (futuros missionários) da Copasa para formação dos quatro primeiros grupos (com objetivo de conquistarem 12 grupos); agendas para início do curso de formação para os novos missionários; vinculação da peregrinação ao Santuário; e início de uma nova história de amor e futuras alianças entre estes peregrinos e a Mãe e Rainha.

 

O encontro terminou, mas o trabalho apenas começou. Como dizia o Pai e Fundador: “fazer o ordinário extraordinariamente bem”. Essa deve ser a sensação ao final de cada dia de um verdadeiro Schoenstatiano. É o Tabor da Liberdade rompendo barreiras, derrubando paradgmas e caminhando a passos largos para a verdadeira Escola de Maria…

 

 

Por José Evangelista Giarola Andrade

 

Compartilhe

© 2019 Schoenstatt. Todos Direitos Reservados

Weblite