ENCONTRO INTER-REGIONAL DA LIGA DAS MÃES DE SCHOENSTATT

17 de agosto de 2023

 

 

 

 

ENCONTRO INTER-REGIONAL DA LIGA DAS MÃES DE SCHOENSTATT

No primeiro fim de semana do mês de agosto de 2023, aconteceu no Santuário da Permanente Presença do Pai, em Atibaia/SP, o primeiro encontro de Consagrantes e Consagradas da Liga das Mães.

Sob a coordenação das Irmãs M. Margarete, M. Nelly Mendes, Adriane Maria Andrade Barbosa, M. Teresila Prates (que preparou mas não pode estar presente) e M. Dina Batista de Sousa, estiveram reunidas em torno de 127 mães vindas dos Regionais Coração Tabor e Missionis, unidas pelo lema rumo aos 80 anos da Liga das Mães no Brasil:

“Rainha Custódia Viva, torna-nos semelhantes a ti: fortes, dignas e orantes, espalhando sementes de santidade e missão”.

 

 

 

 

Nessa caminhada rumo ao jubileu de 80 anos, as mães têm diante de si, como símbolo do Ano Jubilar, o carvalho: forte, invencível diante das tormentas, com seu tronco alto, seus ramos longos que se estendem como que a abraçar os que dele se aproximam.

A Oração de Abertura aconteceu à sombra do Santuário, na qual as mães pediram à Rainha Custódia Viva, especialmente, o dom da fortaleza, para enfrentarem com ousadia as dificuldades da vida; para isso, é preciso ter um coração sacrifical,  doando tudo pela família e pela missão.

 

 

 

 

A fortaleza do carvalho

A programação das atividades da manhã do sábado foi aberta pelo Padre Pedro Cabello, que, além de presidir todas as Santas Missas do encontro, apresentou a palestra intitulada “O dom da fortaleza à luz da filialidade heroica”.

Iniciou dizendo que a fortaleza é a virtude moral que dá segurança nas dificuldades, firmeza e constância na procura do bem. O dom da fortaleza, também chamado “dom da coragem” imprime em nossa alma um impulso que nos permite suportar as maiores dificuldades e tribulações e realizar, se necessário, atos sobrenaturalmente heroicos.

Falou, ainda, do dom da fortaleza em relação à filialidade heroica. Enfatizou que para o Padre José Kentenich, fundador da obra de Schoenstatt, a infância espiritual é o remédio para a catástrofe do nosso tempo.

 

 

Momento recreativo

Após o intervalo do almoço, houve um momento descontraído e alegre, no qual as mães apresentaram seus talentos em projetos de execução de trabalhos manuais, cantos, recitação de poemas, etc.

As mães são o coração sacrifical da Obra

Na sequência, Ir. Adriane Maria apresentou a palestra “Coração sacrifical – raiz do carvalho”.

Lançou a seguinte pergunta: Na força da raiz, podemos ser corações sacrificais da Obra?

E continuou explicando que o Padre Kentenich, nosso fundador, dirigiu-se às mães com a perspectiva de serem o coração sacrifical da Obra de Schoenstatt.

Disse: “Quando nos doamos à Mãe de Deus, o que lhe diremos? Aqui tens o meu coração, minha chama sacrifical. Tu sabes, Mãe de Deus, melhor que nós, quanto sofrimento esse pequeno coração deve suportar: sofrimento físico, sofrimento espiritual por causa dos filhos, sofrimento por causa do esposo; por isso, no Santuário, oferecemos nossa chama sacrifical à Mãe de Deus”.

À tarde, houve ainda o momento emocionante das conquistas das cidades de Atibaia, Uberlândia, Cerquilho. A Bandeira da cidade de Uberlândia foi abençoada solenemente na Santa Missa e no Santuário algumas mães selaram a Aliança de Amor, instituíram Santuário Lar, entregaram coroa e cetro à nossa Mãe.

 

 

Fortes, dignas e orantes!

No sábado à noite, as mães puseram-se a caminho até o Santuário, meditando os mistérios do Santo Terço, encerrando o dia com a Adoração Eucarística.

Frutifique! Espalhando sementes de santidade e missão

No domingo, após a Santa Missa, Ir. Nelly conduziu uma palestra, na qual apresentou para as mães o método VNDC: Vá adiante! Não desista! Desdobre-
-se! Confiança!

Na Oração de Envio, as mães assim se dirigiram à Mãe de Deus: “Entregamos-te os nossos propósitos e te pedimos que venhas conosco, que cumpras a tua promessa em nós e nos torne instrumentos aptos em tuas mãos. Ajuda-nos a darmos bons frutos de santidade e de missão no tempo previsto pelo Bom Deus. Rainha Custódia Viva, aqui estou! Envia-me! Amém!

 

 

 

Família que reza unida permanece unida.

Nesse primeiro Encontro das Mães participaram, pela primeira vez, três irmãs de sangue. Fazem parte do grupo “Filhas Acolhedoras” da cidade de Confins/MG. Elas partilharam suas impressões sobre o encontro:

 

Mônica Regina Gargano Machado

“Nosso encontro foi maravilhoso, saí de lá fortalecida e iluminada, querendo irradiar essa luz para todos a minha volta. Fomos muito bem acolhidas por todos. Uma bênção o Padre Pedro. Vou guardar estes momentos para a vida toda. Muita gratidão a todos os organizadores.”

 

Maria Rita Gargano:

 “O encontro foi dinâmico e enriquecedor. Admirei o Padre Pedro. Quanta sabedoria e iluminação! As Irmãs foram amáveis e receptivas. O Santuário é um lugar abençoado por Deus. Saí mais leve e consciente da importância de buscar intimidade com Deus e criar uma rotina de oração, fortalecendo assim a minha fé.”

 

Tereza Cristina Gargano:

 “Fui contemplada com um final de semana abençoado no Santuário de Atibaia! 04 de agosto, dia do meu aniversário, foi o dia da viagem, e neste dia só tive surpresas agradáveis e providências divinas. Fomos muito bem recebidas pelas Irmãs do Santuário, com sorrisos sinceros, carinhosos e acolhedores. Agradeço a Deus imensamente por esse momento abençoado junto a Jesus e à nossa Mãe Rainha, vivemos momentos grandiosos de aprendizagem e gratificantes com a dinâmica dos talentos, palestras, procissão e a Santa Missa. Amei!!!! Gratidão!!!!”

 

 

 

 

Esse foi o primeiro Encontro de Mães Consagradas e Consagrantes deste ano; nos próximos fins de semana, outras mães de outros locais também estarão reunidas em Atibaia. E a Rainha Custódia Viva cuidará que sejam Encontros ricos e abençoados, para que cada uma saia de lá com novo impulso para viver o Ideal da Liga das Mães: ser custódia viva, pura, íntegra e santa!

 

Por Maria da Conceição M Braga

 

 

 

Compartilhe

© 2024 Schoenstatt. Todos Direitos Reservados

Weblite