Apresentação do Senhor: Vamos com Maria ao Templo

2 de fevereiro de 2019

O que iremos oferecer?

 

“Cheia de anseio pela Redenção, no templo ofereces aquele que concebes do Espírito Santo; volvendo a nós teu olhar de Mãe, o devolves irrestritamente ao Pai. Como tu, Servidora da oferenda, entrego o mais caro pelas almas”. (Rumo ao Céu, 344).

 

Maria e José se dirigem ao Templo com seu Menino luz que chegou no Natal… lá, fatos impressionam o casal e eles voltam para casa conservando no coração o que lhes fora dito por Simeão e Ana. Nossa Mãe medita, guarda, conserva e dá a Deus o fruto de seu ventre. Esta oferta já remete à grande entrega que fará de seu Filho, que se entregará livremente na Cruz pela nossa  salvação. Ali, como reza nosso Pai e Fundador, Maria dá o que tem de mais “caro pelas almas”. No Templo ela ainda não compreende, pois conserva no coração, e só mais tarde compreenderá; aí sim devolverá “irrestritamente ao Pai” seu bem mais precioso, seu próprio Filho.

 

E nós? Quantas vezes Deus nos dirige ao “templo de nossa vida”?  Num mundo onde somos por demais apegados com muitas preocupações, pautados pelo produzir e até mesmo um sorrateiro pensamento mecanicista, o que teremos para lhe oferecer como mais “caro pelas almas”?

 

Nossa Mãe sobe ao Templo, um rito prescrito pela Lei, mas Deus a faz ir mais além da Lei – Deus Pai a leva antecipadamente ao Calvário onde, serena, entrega o Filho. Nos calvários da vida muitas vezes temos medo, temos medo da oferenda que Deus nos pede e às vezes voltamos decepcionados e cabisbaixos. Eis então a Mãe da Apresentação, que nos encoraja na entrega e, mesmo diante da profecia que traspassa sua alma, vê no seu Menino a Luz para o mundo – uma Luz que o Pai fez ela, Maria, gerar; uma Luz que o Pai lhe entrega em suas mãos e cuidados; Luz que, em meios às dores do Calvário, iluminará as trevas dos que estão perdidos na agitação do mundo que nos dispersa.

 

Hoje, Festa da Apresentação do Senhor, como nossa Mãe e Rainha subamos ao Templo, subamos ao Santuário de Schoenstatt – nosso pequeno templo – onde ali, com Maria, queremos oferecer  “o mais caro pelas almas”. Ali com Ela queremos mostrar ao mundo seu Menino Luz. E, se não compreendermos os desígnios  de Deus, com Ela voltamos para nossa casa, conservando no coração aquilo que não compreendemos de imediato; pois, a seu tempo, como aconteceu com Ela, Deus nos vai revelando seu plano de amor.

 

Rezemos neste dia por todos os religiosos e religiosas para que, a exemplo de Maria, ofereçam suas vidas com amor aos carismas que seus fundadores ou fundadoras receberam como inspiração do Espírito Santo para a realização do Reino de Cristo na Igreja e no mundo.

 

Por Pe. Francisco José Lemes Gonçalves 

 

Fonte: www.schoenstatt.org.br

 

Compartilhe

© 2019 Schoenstatt. Todos Direitos Reservados

Weblite