Agora vamos fazer um “mão na massa”, finalmente uma “verdadeira” Jornada Missionária!

13 de setembro de 2022

Durante dois anos, devido à pandemia da Covid 19, a Jornada Missionária não pode ser celebrada de forma habitual. Este 2022 foi o ano do recomeço, aquele recomeço que, às vezes, tanto precisamos no nosso dia-a-dia para continuar com mais ardor nossa missão junto às famílias.

 

É domingo de manhã, o sol brilha intensamente, o tempo está maravilhoso. Numerosos missionários e coordenadores da Campanha da Mãe Peregrina, de perto e de longe, se apressam para chegar ao Santuário Tabor da Liberdade, para saudar nossa Mãe. As Imagens peregrinas começam a ocupar todos os horizontes do Tabor da Liberdade até culminar no altar da Tenda dos Peregrinos.

 

Com a imagem das pilhas de tijolos, fundamentos de uma construção, a assessora da Campanha da Mãe Peregrina da Arquidiocese de Belo Horizonte e Sete Lagoas, Ir. Adriane Maria Andrade Barbosa, motiva todos os missionários e coordenadores, a abrir-se ao novo, acolher e dialogar

 

Os tijolos: da confiança; Capital de Graças e do instrumento, orientam o perfil do novo missionário. 

 

 

 

A confiança é o primeiro tijolo, confiança na Mãe de Deus, como tijolo para vencer as crises.

 

 

 

O segundo tijolo, sacrifício ou do Capital de Graças, que segundo João Luiz Pozzobon não esperar recompensa e, simplesmente, suportar o sacrifício da ingratidão como contribuição para uma florescente Campanha. 

 

 

 

O terceiro tijolo ser instrumento na Obra de Schoenstatt; nunca deixar de realizar alguma coisa, para qual a Mãe de Deus nos chamou, por medo da impossibilidade.

 

 

Trata-se agora de colocar um “Mão na massa” e colocar esses tijolos na construção, a Campanha renovada está em torno da minha conversão, é preciso assumir em primeira pessoa esse desafio. A Aliança de Amor como raiz de nossa espiritualidade deve provar-se a si mesma e demonstrar sua fecundidade neste novo tempo, nos desafios atuais.

 

As atividades da tarde, da Jornada Missionária, iniciaram com a oração do Santo Terço, e, em seguida, Jesus foi exposto para um momento de adoração Eucarística. Nesse momento foi feito um pedido a Jesus, o Filho Orante do Pai, que ensinasse aos presentes a arte da Oração, bem como a arte de perdoar, uma vez que Ele foi a vítima de expiação pelos pecados do mundo inteiro.

 

 

 

 

 

 

Todos entoaram ainda uma súplica especial a Jesus: “Jesus, Filho Predileto e amado do Pai, hoje Te agradecemos por tantas graças recebidas, acima de tudo pelo dom da fé. Encoraja-nos a levar a esperança para as famílias fragilizadas pela pandemia e outros males. Cuida das famílias que perderam entes queridos e de todos que sofrem no vasto mundo”.

 

A Santa Missa celebrada pelo Pe. José Genildo Bezerra da Silva, pároco da Paróquia de São José (Confins) e assistente religioso do Santuário, encerrou o encontro dos Missionários da Campanha da Mãe Peregrina. 

 

Padre Genildo saudou e exortou os missionários da Mãe Peregrina dizendo que a Palavra de Deus do dia (Lc 15, 1-32 – parábola do filho pródigo), providentemente, parecia que foi preparada para cada um dos missionários e para todos os demais.

 

Disse ainda: “A Oração coleta do dia vai dizer: Servir a Deus de coração. Um ponto importante para a missão. A Palavra de ordem para iniciar a Eucaristia.

Que seja de coração que cada missionário leva a Mãe Peregrina, leva a Palavra de Deus, que vá rezar com as famílias, que vá rezar por todas as famílias em dificuldades”.

 

 

 

 

 

 

Disse ainda: “A Mãe Peregrina não vai passear nas famílias, pois ela não é desocupada, como também vocês não são. Ela vai às famílias para prepará-las, para trazê-las para Jesus Cristo, vai ainda, para catequisar e evangelizar e os missionários são os instrumentos”.

 

Finalizou a homilia desejando que todos tenham um coração misericordioso uns para com os outros.

 

Ao final da Santa Missa, padre Genildo abençoou as Imagens Peregrinas e enviou cada missionário , para servir a Deus de coração. 

 

 

 

Por Lana de Cássia Andrade e Conceição Maria Braga

Fotos: Lana de Cássia Andrade

Compartilhe

© 2022 Schoenstatt. Todos Direitos Reservados

Weblite